Tecnologia em todos os elementos da educação: os desafios relacionados à nova geração

Tanto em sala de aula quanto fora dela, os aprendizados na educação só aumentam. As tecnologias estão cada vez mais integradas com o ambiente escolar e com a vida dos alunos. Logo, a inserção de novas ideias nesse cenário de inovação em educação não é mais uma opção, é uma necessidade. Duas frentes são essenciais nesse processo: o preparo de novidades para tornar o ensino mais atraente para quem aprende e a capacitação dos profissionais da educação como agentes dessa transformação.

Saiba mais sobre a mente dos alunos

O Meet the modern learner, estudo realizado por Bersin by Deloitte, traz como um dos grandes tópicos de pesquisa a natureza fraturada da atenção moderna. Nas palavras de Bersin, “a maioria dos alunos não assiste a vídeos com mais de 4 minutos”. Para que os educadores modernos tenham sucesso, o pesquisador acredita em um ambiente de trabalho mais produtivo e criativo, sem distrações. A importância de observar a qualidade dos espaços, treinamentos e discussões entre a vertente do conhecimento, nossos professores, se dá pura e simplesmente por eles serem os difusores do saber.

Outra constatação desse estudo, é que alunos do século 21 verificam seus celulares até nove vezes por hora! Tornando os aplicativos de celulares ótimos potenciais canais de conexão entre educadores e seus pupilos, seja pra rotinas ou pra objetivos específicos, como vestibular. Fora do contexto inovação em educação, esse é um fato também comprovado, podemos observar essa constatação quando procuramos respostas para problemas imediatos nos nossos smartphones, como simplesmente encontrar um endereço ou o preço de um vestido.

Conheça a ferramenta Plan, Do, Check, Action

Autores como Rui Fava em seu livro Educação 3.0 também preveem o uso de diferentes técnicas para os denominados “nativos digitais” em inovação em educação. Ele crê que o século 21 trouxe a primeira geração a crescer em meio a essa nova e abundante tecnologia digital e apresenta o método PDCA (Plan, Do, Check, Action), também conhecido como “Ciclo de Deming”, que é uma das primeiras ferramentas de gestão de qualidade e permite tornar os processos mais ágeis, claros e objetivos, sendo usado para apoiar os procedimentos nas instituições educacionais em todos os níveis.

Use filmes e documentários para aprender

Ainda trazendo a inovação em educação para outros patamares, os filmes e documentários vêm sendo ótimos apoios na hora de acompanhar os avanços da tecnologia, tanto como conteúdo a ser repassado aos alunos, como auxílio na hora de educadores entenderem e estudarem mais sobre os hábitos atuais dos jovens. O mais-famoso-impossível, Mark Zuckenberg serviu de inspiração para “A Rede Social”, por exemplo, que tem seu ápice na criação do Facebook e faz do estudante de Harvard integrante da lista de atuais bilionários.

O documentário “On the Brink of a Networked Society”, como o próprio nome já diz, traz reflexões sobre a sociedade em rede utilizando histórias de nomes de também gigantes no mundo digital, como Caterina Fake, fundadora do Flickr, e Eric Wahlforss, co-fundador do Soundcloud. O mundo de inovação em educação é levado em conta quando se beneficia do aumento dessa conectividade e gera uma sociedade com novos e interessantes estímulos cerebrais.

Dito isso, percebemos que a reinvenção dos modelos nas escolas são as chaves para uma educação criativa, interativa, reformulada e que está à disposição para acompanhar os processos de evolução nesse novo mundo educacional conectado e em constante movimento.

 

Sem comentários

Postar um comentário